Ignez Ferraz, arquitetura & design  
Loading
     
PERFIL
CONTATO
NA MÍDIA
ARTIGOS
DICAS
 
Portfólio
DESIGN - MÓVEIS
ARQUITETURA
INTERIORES
MOSTRAS
MÓVEIS
Apoio
arquitetura & construção
design & internet
 
 home » dicas » relais do rio
Relais do Rio
Por Ignez ferraz
Apenas dois hotéis no Brasil pertencem à especialíssima categoria Relais & Châteaux: o “Ponta dos Ganchos”, um conjunto de 20 bangalôs localizado numa península de Santa Catarina (que, aliás, apresentará um Festival Gastronômico em agosto, comandado pelo chef Claude Troigrois), e o “Rosa dos Ventos”, na estrada Teresópolis – Friburgo. (Para outras dicas de “Relais & Châteaux” na França e na Itália, leiam o artigo “Cálices da Sedução” ).



Eu já havia me hospedado neste último Relais por duas vezes, sendo a primeira há quase quinze anos atrás. Nada mudou: o mesmo requinte, staff calmo e atencioso, decoração impecável.


Por estar localizado no coração da Serra do Parque Nacional dos Órgãos, o cenário circundante é fabuloso: do restaurante Zermatt, onde tomei o café da manhã, ao bar e à sauna que envolvem a piscina com suas “toras” de madeira.











Na suíte Master esta vista se repete não apenas no quarto e na sala, mas dentro do banheiro, na e-n-o-r-m-e hidromassagem ao lado de futon para relaxamento (para saber mais sobre este item leia a matéria “Brasilidade Zen” dentro da revista “MiniMáximo”).








Segredo: uma hidro envolvida por um jardim é o detalhe que mais me fascina numa residência. Como moro em apartamento, minha banheira NÃO possui este sonho, portanto é o que mais me atrai nos hotéis.
Outra divina? A do chalé principal da “Verde que te quero ver-te” em Mauá. Ambas possuem lareira ao lado, podendo ser utilizadas em qualquer época do ano. Não é o máximo?



Nestas regiões serranas, uma boa lareira é imprescindível no inverno. No “Rosa dos Ventos” ela é destaque, dividindo o quarto da sala.












Fui logo reservando na recepção os dois jantares especiais que eles oferecem: fondues no Stube (nome que evoca o canto aquecido da casa alpina onde a família se reunia para as refeições) e raclette na própria Adega subterrânea da casa. Ambos precedidos por uma deliciosa (e picante) sopa de cebola. Aaaahhhh...


P.S. Outras dicas de pousadas charmosas: “Tambo los Incas”, “Vale das Perobas”, “Capim-Limão”, “Tankamana” e “Araras” (mas MUITO cuidado com os chalés sem aquecimento, porque o frio entra pelas frestas dos tijolos). Além, claro, das pousadas customizadas, que vocês encontrarão em “Pequeninos edens” .


Nota Maria Veiga: a Ignez nunca deixou ninguém interferir nos seus textos, mas eu implorei este espacinho só para dar mais uma dica: maridos, maridos, vocês podem encantar suas esposas convidando-as para fins de semana “surpresa”.
Como? Reservando uma destas pousadas românticas e só avisando para elas que vocês vão viajar. Ainda que ela insista em saber para onde, diga apenas se será de carro ou de avião (e se vai precisar do passaporte atualizado), para um local frio ou quente, além de toques do tipo
"não se esqueça de levar o tênis, o biquini, seu pretinho básico"
(ela odiaria errar o guarda-roupa).
Uma coisa eu garanto: ela irá te recompensar com muito(s) carinho(s) e ficará feliz por um looongo período (Não vale a pena?)
 
Leia Também
 
 
Ignez Ferraz Perfil | Contato | Na mídia | Artigos | Dicas | Arquitetura | Interiores | Design-Móveis | Mostras.
  © 2003 Ignez Ferraz. Direitos reservados. Website by Felipe Memória