Ignez Ferraz, arquitetura & design  
Loading
     
PERFIL
CONTATO
NA MÍDIA
ARTIGOS
DICAS
 
Portfólio
DESIGN - MÓVEIS
ARQUITETURA
INTERIORES
MOSTRAS
MÓVEIS
Apoio
arquitetura & construção
design & internet
 
 home » dicas » amor em dose dupla: slumdog e taj mahal
Amor em dose dupla: Slumdog e Taj Mahal
Por Ignez Ferraz

Dev Patel e Frieda Pinto (protagonistas adultos da história de Jamil e Latika) na emocionante cena final do premiadíssimo Slumdog Millionaire, antes da apresentação dos créditos – aliás, imperdíveis, ninguém pode se levantar sem ver mais esta ‘cena’.


Dias antes da abertura dos envelopes, previ na Home:
Melhor filme? Sem hesitar, “Quem quer ser um milionário?”. Fiquei tão encantada com este filme ambientado na Índia, que premiaria o diretor inglês Danny Boyle (de “Transpoitting”), o roteiro adaptado (Simon Beaufoy, baseado em livro de Vikas Swarup), edição, fotografia (Anthony Dod Mantle), som e canção (A.R. Rahman).
Não deu outra. Aliás, acertei também o restante...


Torço para Kate Winslet como melhor atriz por “O leitor”, filme que apreciei muito. Para coadjuvantes, o inesquecível Heath Ledger (“Batman”) de “Brokeback Mountain” - que, não sei como, perdeu a estatueta para “Crash” - e, sem dúvida, Penélope Cruz em Vick Cristina Barcelona. Deixaria maquiagem para “Benjamin Button”, assim como a direção de arte. Figurinos, “A duquesa”.


Errei apenas o ator principal, que cravei Mickey Rourke (“O lutador”), mas na verdade ainda não havia assistido “Milk” com o Sean Penn. Mas enquanto acompanhava o “Live Red Carpet” pela TV, enquetes favoreciam Mickey por margem apertada.



Freida Pinto (de elegante John Galliano azul) e Dev Patel, no dia da entrega do Oscar.


O drama discorre sobre a saga de Jamal Malik (Dev Patel), prestes a ganhar 20 milhões de rúpias num programa de TV de conhecimento geral, com esperança que a sua desaparecida amada Latika (Frieda Pinto) o veja. Nascido na favela de Mumbai, ele não conseguiria acertar as respostas, se não tivesse de alguma forma presenciado os fatos durante sua sofrida infância como órfão, quando conheceu Latika.
A obstinação do jovem em busca da sua amada me emocionou.


O colorido da Índia também pincelou o desfile da minha Portela. Uma das alegorias reconta a história de amor que resultou na criação do palácio Taj Mahal, um dos cartões-postais daquele país, que também atua como pano de fundo em alguns momentos de Slumdog.



O Taj Mahal(nota) é um mausoléu situado em Agra, e o mais conhecido dos monumentos indianos. Encontra-se classificado pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade desde 1983 e foi em 2007 anunciado como uma das Novas Sete Maravilhas do Mundo Moderno (obs).


A Escola abordou as várias formas de amor no enredo dos carnavalescos Lane Santana e Jorge Caribe, chamado "E por falar em amor, onde anda você".





O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, por ex., formado por Fabrício Pires e Danielle Nascimento, interpretou Romeu e Julieta, clássicos personagens de Shakespeare.
Ah, e meu amigo Paulinho da Viola foi destaque, claro!


Nota: Era uma vez um príncipe chamado Khurram que durante uma espera de 5 anos, só pôde ver sua noiva uma única vez. A cerimônia do casamento aconteceu em 1612, quando o Imperador a rebatizou de Mumtaz Mahal ou "A jóia do palácio". Ele foi coroado em 1628 com o nome Shah Jahan, "O Rei do mundo", e governou com prosperidade até 1658.
Ao dar à luz o 14º filho, Mumtaz faleceu em 1631, aos 39 anos. Reza a lenda que o Imperador ficou inconsolável e toda a corte chorou a morte da rainha durante 2 anos. Durante esse período, não houve música, festas ou celebrações de espécie alguma em todo o reino.


Sobre o local do seu túmulo, mandou então construir o suntuoso monumento Taj Mahal, todo em mármore branco, que ficou conhecido como a maior prova de amor do mundo. Foi executado com a força de mais de 20 mil homens, por aproximadamente duas décadas. Incrustado com pedras semipreciosas como o lápis-lazúli e uma imensa cúpula costurada com fios de ouro, contém ainda inscrições retiradas do Corão. Shah Jahan repousa ao lado da esposa desde 1666.


Obs. Concordo plenamente com o fato do Taj Mahal estar entre as Sete novas maravilhas, mas alguns outros resultados são duvidosos para mim, inclusive o nosso Redentor ou até mesmo a Muralha da China. Como podem estes monumentos terem vencido Alhambra, Haegia Sofia em, ou a Acrópole de Atenas? E olha que só estou mencionando os locais que conheço pessoalmente...
 
Leia Também
 
 
Ignez Ferraz Perfil | Contato | Na mídia | Artigos | Dicas | Arquitetura | Interiores | Design-Móveis | Mostras.
  © 2003 Ignez Ferraz. Direitos reservados. Website by Felipe Memória